Voltaço estreia na Copinha contra o Fortaleza-CE

Neto Colucci - Foto - Arthur Gomes

Após mais de dois meses de preparação, chegou o grande dia. O Volta Redonda estreia na Copa São Paulo de Futebol Júnior nesta quinta-feira, dia 4. Pela frente, o Esquadrão de Aço terá o Fortaleza-CE. A partida está marcada para as 21h, no Estádio Municipal Coronel Francisco Vieira, em Itapira-SP.

Apesar de enfrentar uma das equipes mais tradicionais do Brasil já na primeira rodada, o técnico Neto Colucci está confiante que poderá começar com o pé direito a sua campanha na Copinha.

– Toda estreia é complicada. Tem toda uma carga emocional, ainda mais que teremos um clube de tradição pela frente, mas tenho certeza que minha equipe poderá surpreender. Treinamos muito forte durante toda a preparação e estamos chegando bem entrosados para a competição. Temos um grupo homogêneo, forte e com garotos que têm um futuro promissor. A torcida do Voltaço pode ter certeza que o clube estará bem representado na Copinha – destacou.

Além do Fortaleza, o Esquadrão de Aço está no grupo ao lado do Estanciano-SE e Itapirense-SP, time da cidade de Itapira-SP. Chave que Neto define como sendo uma das mais fortes da competição.

-Sabemos que o Fortaleza é um clube de tradição. O Rogério Ceni assumiu o comando do time e devem estar dando uma atenção maior para a base. Eles perderam na Copa do Nordeste na semifinal para o Vitória, que foi o campeão. O Estanciano também disputou a Copa Nordeste e perdeu nas quartas de final para o Bahia, que foi o vice-campeão. Já o Itapirense foi campeão sub-20 da segunda divisão do Campeonato Paulista. É um grupo muito difícil, porém, a nossa equipe está muito forte e tenho certeza que entrará para brigar pela classificação – afirmou.

Esta será a terceira participação do Voltaço na Copinha. As outras duas foram em 1994 e em 2017. Em ambas o clube acabou eliminado na primeira fase da competição.

– A expectativa é que possamos fazer uma campanha melhor da que a do ano passado, conseguir passar para a segunda fase e tentar, pelo menos, chegar até a fase das oitavas. A partir daí, acredito que o time vai ganhar um pouco mais de experiência, de confiança e podemos até tentar brigar para chegar mais à frente – encerrou.

 

Foto: Arthur Gomes

Pedro Borges

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *