Voltaço apresenta o zagueiro Lucas Cunha e o atacante Dudu

20180409_165351

O Volta Redonda apresentou nesta segunda-feira, dia 9, mais dois reforços para a disputa da Série C do Campeonato Brasileiro: o zagueiro Lucas Cunha, de 24 anos, que jogou o Campeonato Carioca deste ano pela Cabofriense, e o atacante Dudu, de 20 anos, que estava no Tigres do Brasil-RJ. Os dois chegam com contrato até o final da Série C.

Lucas Cunha iniciou a sua carreira no Fluminense, onde se profissionalizou e ficou por três anos nas categorias de base da equipe carioca. Em seguida, o defensor se transferiu para a Ponte Preta, e, após dois anos, seguiu para o futebol português, onde ficou por duas temporadas e defendeu o Santa Maira e o SP Espinho. De volta ao Brasil, o zagueiro jogou pelo Sampaio Corrêa-RJ, Galícia-BA, Potiguar-RN e a Cabofriense, último clube antes de acertar com o Voltaço.

Zagueiro jogou o Estadual pela Cabofriense
Zagueiro jogou o Estadual pela Cabofriense

– Sempre ouvi falar muito bem do Voltaço, da estrutura que o clube tem, e fico feliz em hoje ter a oportunidade de vestir essa camisa. Tive a felicidade de fazer uma boa Taça Rio pela Cabofriense, marquei três gols em cinco jogos, e chego motivado e com muita disposição para ajudar o clube a conquistar o acesso à Série B – destacou.

Revelado pelo Tigres do Brasil, Dudu se transferiu para o Corinthians em 2016, ficando uma temporada na equipe paulista e retornando para o Tigres no ano seguinte, quando foi um dos destaques da Série B1 do Campeonato Carioca e da Copa Rio de 2017.

Dudu foi um dos destaques do Tigres do Brasil na Série B1 de 2017
Dudu foi um dos destaques do Tigres do Brasil na Série B1 de 2017

– Estou feliz e confiante com esse novo desafio. Encaro essa oportunidade como um recomeço de Deus na minha carreira e a torcida pode ter certeza que darei o meu melhor dentro de campo – afirmou.

Base do Voltaço vence cinco dos seis jogos disputados no final de semana

20180409_121117

O final de semana foi de muitas vitórias para as categorias de base do Volta Redonda. Dos seis jogos disputados entre sábado e domingo, o Esquadrão de Aço venceu cinco partidas e empatou uma.

No sábado, dia 7, no CT Oscar Cardoso, o sub-17 e o sub-15 enfrentaram o Nova Iguaçu pelo Campeonato Carioca. Marcos Vinícius, o Bebê, marcou o gol da vitória do sub-17, que venceu a segunda seguida e se mantém invicto na competição. A outra partida também terminou 1 a 0 para o Voltaço. André foi o autor do gol do jogo. Na próxima rodada, as duas equipes enfrentam o Bonsucesso, no próximo sábado, no estádio Leônidas da Silva.

Já pela Taça os Donos da Bola, disputada no Rio de Janeiro, as categorias sub-14 e sub-13 estrearam enfrentando o Campo Grande, ainda no sábado (7), e saíram vencedoras pelos placares de 4 a 0 e 3 a 1, respectivamente. As duas equipes retornam a campo no próximo fim de semana para enfrentar o Barra da Tijuca.

Fechando o fim de semana de vitórias, a equipe sub-11 venceu, por 3 a 1, o Canto do Rio, também pela Taça os Donos da Bola. Já o sub-12 empatou em 1 a 1 com o mesmo adversário. No próximo domingo, dia 15, eles enfrentam o Sogima.

Jogo-treino: Voltaço vence Tigres do Brasil em Los Larios

20180407_110946

A uma semana da estreia na Série C do Campeonato Brasileiro, o Volta Redonda venceu, por 2 a 1, o Tigres do Brasil, em jogo-treino disputado neste sábado, dia 7, no estádio dos Los Larios. Bruno Barra, recebendo assistência de João Guilherme, e Angel, após passe de Dija Baiano, marcaram para o Esquadrão de Aço. Igor Salles anotou para os donos da casa. Todos os gols foram marcados na primeira etapa.

Utilizando um time em cada tempo, o comandante Marcelo Salles avaliou como positiva a atuação tricolor.

– Mais importante que o resultado foi a atuação. Tanto os jogadores que iniciaram o primeiro tempo, como os que jogaram a segunda etapa, tiveram a mesma postura tática, mantiveram o padrão e a intensidade. Saio satisfeito não apenas com o resultado, que é muito importante, mas com a atuação, o empenho e a dedicação de cada. Isso mostra que estamos no caminho certo, evoluíndo a cada dia e tenho certeza que vamos chegar muito bem para a disputa da Série C – destacou o treinador.

A estreia do Voltaço na Terceira Divisão nacional será no próximo domingo, dia 15, contra o Operário-PR. A partida está marcada para as 15h30, no estádio Germano Kruger.

 

Jogo-treino
Tigres do Brasil 1×2 Volta Redonda
(07/04/16 – Estádio dos Los Larios – 10h)

Volta Redonda: Douglas Borges (Diego); Angel (Luís Gustavo), Roger (Diogo Alves), João Guilherme (Daniel Felipe) e Diego Maia (Luiz Paulo); Bruno Barra (João Cleriston), Pablo (Mauro Gabriel) e Marcelo (Vinícius Pacheco); Luã Lúcio (Fernandinho), Jhulliam ( Núbio Flávio) e Dija Baiano (Dudu). Técnico: Marcelo Salles.

Gols: Bruno Barra e Angel (VRE) e Igor Salles (Tigres)

Estadual sub-20: Voltaço perde para o America no Raulino de Oliveira

IMG-20180406-WA0027

O Volta Redonda perdeu, por 1 a 0, para o America, em partida válida pela última rodada da Taça Rio sub-20. Alfinete marcou o gol da partida.

Com a derrota, o Voltaço permanece na 5° colocação do grupo A, com sete pontos ganhos, e não tem mais chances de se classificar para a semifinal do segundo turno do Estadual.

Foto: Juliana Oliveira – America FC

Voltaço anuncia Rodrigo Pizzolante como novo diretor social

Rodrigo Pizzolante

O presidente do Volta Redonda FC, Flávio Horta, anunciou nesta sexta-feira, dia 6, uma mudança na diretoria social do Esquadrão de Aço. O engenheiro Rodrigo Pizzolante, de 51 anos, assume o lugar de José Carlos Saleh no comando da pasta.

– Quero agradecer ao Saleh por toda dedicação durante o tempo que colaborou. Por questões profissionais, ele precisou se afastar, mas temos certeza que estará sempre colaborando, pois ama o Voltaço. Sobre o Pizzolante, tivemos uma conversa em que as ideias convergiram muito. Ele também é um apaixonado pelo Voltaço, vem da arquibancada e chega com uns projetos ambiciosos que podem ajudar a elevar muito o patamar do clube. Agora é trabalhar pra botar em prática – destacou o presidente tricolor.

Pizzolante reside em Volta Redonda desde 1 ano de idade e é formado em engenharia pela EEIMVR UFF. Na década de 90, ele foi um dos responsáveis por reativar a Torcida Jovem do Voltaço e, recentemente, foi um dos fundadores da Banda 76.

Feliz com o convite, o novo diretor tricolor lembra que, antes de aceitar o cargo, se encontrou com o presidente e ouviu do mandatário que terá autonomia para trabalhar.

– Receber um convite desses é uma honra muito grande. Você poder trabalhar e ajudar a escrever a história de clube que você escolheu para amar é indescritível. Sei que com o cargo vem muita responsabilidade, pois os projetos que tenho em mente são ousados e difíceis, mas sei e quero passar para toda sociedade que o potencial do Voltaço é enorme – afirmou.

Promessas da base, Paulo Vitor e Roger assinam por dois anos com o Voltaço

20180405_101534

Os zagueiros Paulo Vitor, de 19 anos, e Roger, de 20 anos, assinaram nesta quinta-feira, dia 5, os seus primeiros contratos profissionais com o Volta Redonda. As torres gêmeas, como ficaram conhecidos durante as partidas pela equipe sub-20, foram promovidos ao profissional após se destacarem na Copinha deste ano, quando o Tricolor avançou, pela primeira vez na sua história, para a segunda fase da competição. O vínculo dos dois atletas com o clube irá até 2020.

Natural de Campo dos Goytacazes-RJ, Roger chegou ao Voltaço em 2016, vindo do Vasco da Gama. Capitão da equipe sub-20 nas duas últimas temporadas e com a fama de zagueiro artilheiro na base – neste ano ele marcou três gols em nove jogos – o zagueiro vem ganhando espaço e a confiança do treinador Marcelo Salles. Inclusive, o defensor fez a sua estreia na equipe profissional no empate em 1 a 1 diante do Botafogo, em partida válida pela Taça Rio deste ano.

– O ano começou muito bem, com uma campanha histórica na Copinha, e vem me surpreendendo cada vez mais. Tive a oportunidade de fazer a minha estreia no profissional, em um jogo contra um grande clube, e estou muito feliz em poder assinar o meu primeiro contrato profissional. Agora é continuar trabalhando forte para o Campeonato Brasileiro da Série C. O clube almeja o acesso e tenho certeza que vamos brigar para conseguir este objetivo – falou Roger.

Nascido em Volta Redonda, Paulo Vitor está no Esquadrão de Aço desde o sub-15. PV, como é conhecido pelos seus companheiros de time, já chegou a atuar como lateral-esquerdo e atacante nas divisões de base tricolor. Até que no ano passado, o treinador do sub-20 Neto Collucci percebeu que ele se daria melhor como zagueiro e, desde então, passou a atuar como defensor.

– Feliz demais em assinar o meu primeiro contrato profissional, ainda mais sendo pelo clube que cresci e aprendi tudo o que sei no futebol. Quero crescer dentro do Voltaço, me tornar titular da equipe principal, ganhar títulos e entrar na história do Volta Redonda – afirmou PV.

Segundo o gerente de futebol do Esquadrão de Aço Leonardo Dinelli, o Zada, o Paulo Vitor e o Roger se destacaram nas partidas do sub-20, sempre mostrando muita qualidade, justificando assim, não apenas a promoção a equipe profissional, mas também a assinatura do contrato de dois anos.

– Na nossa gestão, sempre procuramos olhar para a base e dar oportunidade para aqueles atletas que estão se destacando. Se for pegar nos últimos três anos, tivemos inúmeros pratas da casa no plantel do profissional, inclusive, jogando no time titular. Acreditamos no Paulo Vitor e no Roger. Temos certeza que, se precisarmos, eles podem entrar e dar conta do recado. Assim como o Roger entrou contra o Botafogo e foi muito bem – destacou Zada, que ainda falou sobre os investimentos na base.

– Quando falamos que a nossa base é forte, não é da boca para fora. Os números mostram isso. Atualmente investimos cerca de R$ 2 milhões nas nossas categorias de base e estamos colhendo os frutos desse alto investimento. Até porque não existe você pensar um clube de futebol sem investir na base – completou.

Nota oficial: Voltaço decide denunciar Macaé no TJD-RJ

Escudo VRFC

Após analisar a denúncia de possível irregularidade na escalação do atleta Lucas Gabriel do Macaé EC, que teria sido relacionado para todos os seis jogos da Taça Rio de 2018 sem ter um contrato com o clube, recebida na segunda-feira, dia 2, o departamento jurídico do Volta Redonda FC se convenceu do equívoco por parte da equipe do norte fluminense e decidiu que enviará, no máximo até esta quinta-feira (5), uma notícia de infração ao procurador geral do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ).

Pela documentação analisada, o contrato de Lucas Gabriel se encerrou no dia 20 de fevereiro e não foi renovado. Um aditivo do contrato teria que ter sido protocolado na Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), publicado no BID da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e, posteriormente, no BIRA, para que, sem qualquer exigência, o atleta tivesse condições de jogo, o que não foi feito. Ficou claro que houve um equívoco por parte do Macaé, que descumpriu, por seis vezes, o regulamento do Campeonato Carioca e o Código Brasileiro de Justiça Desportiva, escalando um atleta sem contrato com o clube. Com isso, o Voltaço entende que ignorar este fato atenta contra a segurança e a credibilidade do Campeonato Carioca.

A procuradoria tem o prazo de até 60 dias após a realização da partida para oferecer a denúncia e o clube irá amparar suas notificações em processos semelhantes, como nos seguintes exemplos: O caso do Barra Mansa, em 2015, quando o Nova Iguaçu ofereceu a notícia de infração; o do Angra dos Reis, em 2016, quando o Gonçalense ofereceu a notícia de infração; e o do Juventus, também em 2016, onde o Araruama ofereceu a notícia de infração. Em todos eles, o procurador, diante dos fatos, entendeu por levar os casos a julgamento, sempre dentro desse prazo de 60 dias, não tendo sido estabelecido nenhum prazo mínimo.

Por fim, o Volta Redonda FC esclarece que, antes de decidir pela interposição da notícia de infração, fez contato com dirigentes do Macaé, solicitando que os mesmos apresentassem a documentação do atleta, caso tivessem, o que poderia evitar o oferecimento da mesma, porém, nenhum documento foi apresentado. Assim, o clube reafirma a confiança de que a procuradoria irá analisar a notícia de infração e instaurar o processo para que o próprio Macaé possa se defender e o tribunal decidir com as provas apresentadas pelas partes.

 

Flávio Horta,

presidente do Volta Redonda FC

Voltaço contrata o zagueiro João Guilherme

20180403_151732

O Volta Redonda anunciou nesta terça-feira, dia 3, a contratação do zagueiro João Guilherme, de 31 anos, o quarto reforço do Esquadrão de Aço para a disputa da Série C do Campeonato Brasileiro. O defensor, que estava no Cruzeiro-RS, chega com contrato até o final do ano.

Revelado pelo Internacional, João Guilherme jogou no Marítimo, de Portugal, durante seis temporadas. De lá, ele seguiu para o Apoel, do Chipre, ficando por três temporadas, Al Fateh, na Arábia Saudita, Bangu-RJ e Cruzeiro-RS, onde jogou Campeonato Gaúcho deste ano.

– Quando recebi o convite do Voltaço, procurei pesquisar sobre o clube, a cidade e me interessei pelo projeto que me foi apresentado. Chego com a expectativa de fazer uma boa Série C e ajudar o clube a conquistar o acesso à Série B – destacou o novo defensor tricolor, que falou um pouco sobre as suas características dentro de campo.

– Sou um zagueiro tranquilo, técnico e que procura sair com a bola bem trabalhada. A torcida pode ter certeza que quando estiver em campo não irá faltar garra e muita luta para conseguir os objetivos do clube – completou.

Voltaço acerta com o atacante Jhulliam

20180402_150905

O Volta Redonda anunciou nesta segunda-feira, dia 2, a contratação do atacante Jhulliam, de 29 anos, que disputou o Campeonato Carioca deste ano pelo Resende. O jogador chega por empréstimo junto ao Resende e assinou com o Esquadrão de Aço até o final da Série C.

Revelado pelo Bahia-BA, Jhulliam acumula passagens pelo Sheriff, da Moldávia, pelo Indy Eleven, dos EUA, Al Hial, do Sudão, o Sampaio Corrêa-MA e o ASA-AL.

– Fiquei muito feliz pelo convite do Voltaço e chego com o intuito de dar o meu máximo para ajudar o clube a conquistar o acesso à Série B, que é o principal objetivo no ano. Garanto ao torcedor bastante empenho, luta, dedicação e gols – afirma o novo atacante tricolor.

Após passar pelos exames médicos, Jhulliam seguiu para o CT Oscar Cardoso, onde participou do treinamento do dia.

A estreia do Voltaço na Série C será no dia 15 de abril contra o Operário-PR. A partida está marcada para as 15h30, no estádio Germano Gruker.

Voltaço conquista dois troféus na Iber Cup

IMG-20180402-WA0012

O Volta Redonda disputou a Iber Cup, em Portugal, realizada entre os dias 26 e 30 de março, e voltou de lá com dois troféus na mala. Os Guerreirinhos de Aço das categorias sub-11 e sub-12 sagraram-se campeões após derrotarem, respectivamente, o Belenense, por 2 a 1, e o Benfica, por 4 a 1, nas finais do torneio.

O responsável pela categoria sub-12, Wagner Walin, fez questão de enaltecer os garotos e agradecer à todos que viabilizaram a participação do clube na competição.

– Uma experiência maravilhosa e que os garotos jamais vão esquecer. Parabenizo os pais que acreditaram no projeto e agradeço o apoio que recebemos do clube, claro, dentro de suas limitações. Nos emprestaram o ônibus para nosso traslado, ajudaram no uniforme e permitiram que vendêssemos as rifas durante os jogos, viabilizando que conseguíssemos trazer crianças que não teriam a mínima condição financeira de vir a Portugal. Cada pessoa que comprou uma rifa pode se sentir também um campeão – destacou.

Após empatar por 3 a 3 no tempo normal com o Benfica, o sub-10 do Tricolor perdeu nos pênaltis e acabou ficando com o vice-campeonato da categoria. Já a equipe sub-9 se destacou ao se classificar para o módulo A do torneio, porém, encarou a equipe do Barcelona nas quartas de final e acabou derrotada.

O presidente do Voltaço Flávio Horta, que viajou a Portugal e acompanhou de perto os jogos, também fez questão de parabenizar os atletas e não poupou agradecimentos aos que viabilizaram a participação do clube no torneio.

-Não temos nenhum tipo de apoio ou investimento para essas categorias, mesmo sabendo que estamos fomentando o esporte, o que torna a participação dos pais desses atletas louvável. Sem eles, isso seria inviável, impossível. E mais bacana ainda é ver o esforço de todos para levantar recursos para os menos favorecidos. Garotos que jamais tinham saído de Volta Redonda. Fico feliz de, como presidente, ajudar, ainda que de forma tímida, mas dentro de nossas limitações, e, principalmente, de presenciar momentos como os que a gente viu aqui, de disputa, mas de respeito e solidariedade – afirmou.

Torcida portuguesa

Além de títulos, o Esquadrão de Aço conquistou também a simpatia dos portugueses. Exemplo disso é o atleta do Benfica, Nuno Gomes, da equipe sub-10, que virou torcedor do Esquadrão de Aço.

– É muito legal jogar contra um time que vem tão de longe. Espero que um dia a gente vá lá também. Agora, quando me perguntarem pra que time torço no Brasil, já vou responder Volta Redonda – falou.