Voltaço renova com Douglas Borges, Luís Gustavo e Marcelo

Marcelo - Pedro Borges

Após assegurar a permanência do treinador Felipe Surian para a próxima temporada, a diretoria do Volta Redonda iniciou o processo de renovação de contratos de peças importantes no elenco tricolor. Nesta sexta-feira, dia 6, o goleiro Douglas Borges, de 27 anos, o volante Marcelo, de 29 anos, e o lateral-direito Luís Gustavo, de 28 anos, estenderam os seus vínculos com o clube. Os dois primeiros renovaram por três anos e Luís Gustavo por dois anos.

– A nossa intenção é montar uma equipe muito mais forte em 2018 e isso passa pela manutenção de jogadores importantes no nosso elenco.  Por isso, não estamos medindo esforços para vencer o assédio de outros clubes e segurá-los no Voltaço. A nossa expectativa é que as renovações sejam acertadas até segunda-feira. Depois, junto com o Surian, vamos procurar no mercado peças para substituir a altura os que não ficaram e reforçar setores pontuais do nosso plantel – destacou o gerente de futebol Leonardo Dinelli, o Zada.

Com 58 jogos e oito gols marcados com a camisa tricolor, Marcelo comemorou a renovação de contrato por mais três anos e afirmou estar feliz no Esquadrão de Aço.

– Vou para o meu terceiro ano no Voltaço e a cada dia vou me identificando mais com o clube e com a torcida. Este ano fizemos uma boa temporada, mas, infelizmente, vai ficar um gostinho de poderia ser melhor, porque não alcançamos o acesso. Porém, tenho certeza que a diretoria está trabalhando forte para montar um bom elenco para buscarmos a vaga na Série B no ano que vem. Da minha parte, a torcida pode esperar o mesmo Marcelo dos últimos anos. Um guerreiro em campo e sempre lutando até o último minuto do jogo para alcançar a vitória – ressaltou.

Luís Gustavo - Pedro Borges

Indo para a terceira temporada com a camisa do Esquadrão de Aço, o lateral-direito Luís Gustavo atuou em 60 jogos, marcando dois gols.

– Chegaram outras propostas após o final da Série C, mas deixei claro a minha vontade de permanecer no Volta Redonda, que é um clube que eu aprendi a gostar e hoje tenho um carinho imenso. Consegui chegar a um acordo com a diretoria, dois anos de contrato te dá uma estabilidade muito boa para trabalhar e agora é manter o foco para fazer um 2018 ainda melhor, porque se o acesso bateu na trave este ano, ano que vem a torcida pode ter certeza que vou fazer de tudo para conquistarmos essa vaga na Série B – afirmou.

Recomeço

Após um bom primeiro semestre com grandes atuações, o goleiro Douglas Borges se contundiu durante a preparação para a Série C e teve que operar o ombro esquerdo no mês de maio. Agora, recuperado da lesão, pronto para voltar aos gramados e com contrato renovado por três anos, o arqueiro tricolor está encarando 2018 como um recomeço na sua carreira.

Douglas Borges - Wallace Feitosa

– É muito ruim você ficar impedido de fazer o que mais gosta e não poder estar dentro de campo ajudando os meus companheiros. Mas o pior já passou e só quero pensar no futuro. Agradeço ao departamento médico do clube que me auxiliou durante toda a minha recuperação, à diretoria que acreditou em mim e me deu todo o suporte, e aos meus familiares e amigos que sempre estiveram ao meu lado. Agora, deixa comigo. Vou trabalhar muito forte para estar pronto para jogar e defender esse clube que tenho um enorme carinho – ressaltou.

Voltaço renova com Felipe Surian para a temporada 2018

Felipe Surian - Pedro Borges

O Volta Redonda anunciou nesta quinta-feira, dia 5, a renovação de contrato do técnico Felipe Surian, que tem de 35 anos. A permanência do treinador era dita como prioridade pela diretoria, que, em conjunto com o comandante tricolor, irá iniciar a montagem do elenco para a temporada 2018.

Com 65 jogos a frente do Esquadrão de Aço nas duas passagens que teve pela equipe, Surian obteve 29 vitórias, 22 empates e 14 derrotas, conquistando dois títulos: a Série D do Campeonato Brasileiro e a Taça Rio, ambos em 2016. Neste ano, o treinador comandou o Voltaço em 30 jogos, levando o time às quartas de finais da Série C do Campeonato Brasileiro e ficando a um gol de conquistar o acesso à Série B.

– O Voltaço é um clube que tenho um carinho enorme, fiquei muito feliz com a campanha que a torcida fez pedindo a minha permanência e isso me motiva a continuar com o trabalho para retribuir todo esse apoio. Este ano, infelizmente, o acesso escapou por muito pouco, mas, junto com a diretoria, estamos montando um planejamento para chegarmos fortes na Série C do ano que vem e termos mais condições de buscar essa vaga na Série B – destacou Surian.

Segundo o vice de futebol Flávio Horta Júnior, com a permanência de Surian, agora o foco será acertar as renovações de contratos de jogadores que se destacaram neste ano.

– Ficamos muito felizes com o acerto com o Surian. Vale ressaltar que só conseguimos chegar a um acordo por conta da vontade dele de permanecer no clube. Agora, junto com o treinador, vamos começar a montagem do elenco. Esperamos finalizar nos próximos dias as renovações, porque manter uma base é fundamental para buscarmos os resultados que almejamos. Em seguida, vamos buscar no mercado peças para substituir a altura os que não vão ficar e reforçar os setores que tivemos dificuldades durante a temporada – afirmou.

A reapresentação da equipe está prevista para o começo de dezembro. A estreia tricolor no Estadual será contra o Flamengo, dia 17 ou 18 de janeiro, no Estádio Raulino de Oliveira. Além do Rubro-Negro, o Esquadrão de Aço terá no seu grupo o Bangu, Nova Iguaçu, Vasco da Gama e o 1º colocado da seletiva.

Voltaço comemora 41 anos de fundação

16507903_1202234729825220_247912371398797782_n

O Volta Redonda F.C. completa nesta quinta-feira, dia 9 de fevereiro, 41 anos de existência. Fundado em 1976, o Esquadrão de Aço  teve Ysnaldo dos Santos Gonçalves como primeiro presidente. A fundação do Voltaço se deve ao fato do município ser considerado “área de segurança nacional” na época do governo militar e pela junção do Estado do Rio de Janeiro (que tinha como capital a cidade de Niterói) com o Estado da Guanabara.

Em 41 anos, o clube tem como principais conquistas de sua história o título invicto da Série D do Campeonato Brasileiro de 2016, a Taça Rio de 2016, a Taça Guanabara e o consequente vice-campeonato Estadual de 2005. Há doze anos na série A do Campeonato Carioca, o Tricolor de Aço vive sua fase mais duradoura na primeira divisão do Campeonato Estadual.

Para a temporada de 2017, o Esquadrão de Aço terá pela frente um ano com grandes desafios. Além do Campeonato Carioca, o time irá disputar a Copa do Brasil, a Série C do Campeonato Brasileiro e a Copa Rio.

– 41 anos entrando em campo para representar e mostrar a força da nossa cidade e da nossa torcida. Que as conquistas de 2016 se repitam em 2017 e que o nosso futuro seja tão brilhante quanto o nosso passado. Em frente, avance Esquadrão de Aço! – destaca o presidente Flávio Horta.

De olho no G2, Voltaço enfrenta o Bangu no Raulino de Oliveira

VRxPOR - Wallace Feitosa

Invicto e a um ponto da zona de classificação para as semifinais da Taça Guanabara, o Volta Redonda recebe o Bangu nesta segunda-feira, 6, em busca da primeira vitória na competição. A partida está marcada para as 20h, no Estádio Raulino de Oliveira.

O volante do Esquadrão de Aço, João Cleriston, destaca que os jogos em casa são importantes para a classificação para a próxima fase. Por isso, lembra que a equipe não pode repetir o descuido que teve contra a Portuguesa, quando cedeu o empate nos minutos finais.

– Mandamos no jogo contra a Portuguesa, mas, infelizmente, tivemos cinco minutos de desatenção que custaram os três pontos. Porém, a equipe vem em uma evolução grande e melhorando a cada jogo. Sabemos que teremos uma difícil partida pela frente, mas vamos jogar em casa e precisamos do resultado. Trabalhamos forte para corrigir os erros da última partida e vamos entrar em campo muito focados e ligados os 90 minutos para sair de campo com os três pontos – destacou o camisa 5, que ainda pediu o apoio do torcedor.

– Assim como todos os jogadores, sabemos que o torcedor também ficou chateado com o resultado, mas pedimos um voto de confiança e convocamos a nossa torcida para que compareça em peso ao Raulino nesta segunda. O apoio do nosso 12º jogador vai ser fundamental nessa difícil batalha que teremos pela frente – ressaltou.

Promoção de ingressos

A diretoria do Volta Redonda irá manter a promoção de ingressos para a partida entre Volta Redonda e Bangu. As entradas para a arquibancada serão vendidas a R$ 10. Já as cadeiras custarão R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia).

Sub-20 entra em campo na preliminar

Com 100% de aproveitamento e líder da Taça Guanabara sub-20, o Tricolorzinho de Aço enfrentará o Bangu nesta quinta-feira, dia 2, às 17h45, no Estádio Raulino de Oliveira. A partida será a preliminar do profissional.

 

Campeonato Carioca – 3ª rodada da Taça Guanabara

Volta Redonda x Bangu

(06/02/17- Estádio Raulino de Oliveira – 20h)

Foto: Wallace Feitosa

Voltaço inicia gestão de seus jogos no Raulino

IMG_5351

Os torcedores que forem ao Raulino de Oliveira nesta quinta-feira, dia 2, assistir à partida entre Volta Redonda e Portuguesa, já encontrarão algumas surpresas do lado de fora das quatro linhas. Isso porque, a partir de 2017, o Voltaço assume a gestão dos seus jogos no Raulino de Oliveira e, com isso, irá implantar diversas novidades antes, durante e depois dos 90 minutos de jogo.

As mudanças começarão do lado de fora do estádio, com orientadores, devidamente identificados, que estarão direcionando o público para otimizar e facilitar o acesso, além da distribuição de brindes para os torcedores. Situação que continuará no “show do intervalo”, onde recreadores estarão interagindo com o público presente.

Outra novidade estará no placar eletrônico do Raulino de Oliveira, que ficará mais alinhado com o clube e irá divulgar uma escalação mais interativa com o Esquadrão de Aço. Além disso, serão contratados mais seguranças e profissionais da limpeza, que estarão devidamente uniformizados, pensando em proporcionar um conforto maior para os torcedores.

Segundo o vice de futebol Flávio Horta Júnior, o clube pretende assumir a gestão de todos os jogos no estádio, porém, neste primeiro momento, a prefeitura já permitiu que fosse feito nos jogos do Voltaço.

– Tudo é feito buscando mais conforto e atração de público, principalmente famílias. Estamos trabalhando isso desde o ano passado e teremos esses dois jogos, contra Portuguesa e Bangu, que usaremos como conhecimento para os jogos contra Vasco e Cruzeiro, onde a expectativa de público é maior. A ideia é entreter mais o espectador, fidelizando cada vez mais sua presença. Convido a todos para comparecer e levar sua família e amigos. Fizemos uma festa linda no Estádio ano passado e a hora é de prosseguir – destacou.

A partida entre Volta Redonda e Portuguesa está marcada para as 19h30. Os ingressos estão sendo vendidos à R$ 10 para a arquibancada. Já as cadeiras custarão R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia).

Voltaço empata com o Resende na estreia do Estadual

VRxRES - Pedro Borges

Após estar duas vezes atrás no placar, o Volta Redonda não se entregou e empatou, por 2 a 2, com o Resende na estreia do Estadual, em partida disputada na tarde deste sábado, dia 28, no Estádio do Trabalhador. Maílson e Higor Leite marcaram os gols do Esquadrão de Aço. Jhulliam fez os dois dos donos da casa.

Na próxima rodada, o Voltaço enfrenta a Portuguesa, na quinta-feira, dia 2, às 19h30, no Estádio Raulino de Oliveira.

O jogo

Os donos da casa abriram o placar logo no início da partida. Após cobrança de escanteio pela esquerda, Jhulliam tocou para o fundo das redes, aos sete minutos. Com o gol, o Resende seguiu pressionando, porém, não conseguiu criar mais chances claras de ampliar o marcador.

Por sua vez, o Volta Redonda foi tocando bola para conseguir fugir da pressão do adversário e, passado os 30 minutos iniciais, passou a ter o domínio da partida. A primeira grande chance do Esquadrão de Aço foi aos 39 minutos. Após triangulação no ataque, João Cleriston recebeu pela direita e tocou para Diego Souza. O  camisa 10 bateu de primeira e a bola saiu à direita do gol de Arthur.

Nos minutos finais, uma sequência de lances esquentou o primeiro tempo. Henrique cruzou pela direita, David Batista escorou e Diego Souza, por muito pouco, não conseguiu completar para o fundo das redes. No lance seguinte, Jhulliam recebeu em profundidade, invadiu a área e bateu na saída de Douglas, que caiu para fazer grande defesa.

A segunda etapa começou agitada. Aos dois minutos, Diego Souza bateu falta da intermediária, Luan cabeceou para o gol, Arthur defendeu e, no rebote, Maílson mandou para o fundo das redes, empatando o jogo. Dois minutos depois, o atacante do Resende caiu na área e o juiz marcou pênalti. Jhulliam foi para a cobrança e colocou novamente os donos da casa em vantagem. Porém, aos sete minuos, Higor Leite recebeu na entrada da área, ajeitou e mandou no canto direito de Arthur, empatando novamente a partida.

O Voltaço seguiu pressionando e quase virou com Diego Souza.  Aos 18 minutos, após bela triangulação no ataque, o camisa 10 recebeu de Pipico, invadiu a área e bateu para o gol, mas a bola saiu por cima.

Com o relógio marcando cinco minutos para o fim da partida, as duas equipes se mandaram para o ataque em busca do gol da vitória. A chance mais claro ficou com o Voltaço. Após bate e rebate, a bola sobrou para Adriano, mas na hora de finalizar, acabou travado pela defesa. Fim de jogo no Estádio do Trabalhador: Volta Redonda 2×2 Resende.

 

Campeonato Carioca 2017 – 1ª rodada da Taça Guanabara

Resende 2×2 Volta Redonda

(28/01/17 – Estádio do Trabalhador – 16h30)

 

Volta Redonda: Douglas; Henrique, Luan, Maílson e Cristiano (Mauro Gabriel); João Cleriston, Marcelo e Diego Souza; Higor Leite (Luís Gustavo), Pipico (Adriano) e David Batista. Técnico: Cairo Lima.

Gols: Maílson, Higor Leite.

Cartão amarelo: Douglas, Cristiano

 

Voltaço estreia no Estadual contra o Resende

Treino - Wallace Feitosa

Após mais de 40 dias de pré-temporada, quatro jogos-treinos – com três vitórias e um empate -, chegou a hora da estreia do Volta Redonda no Campeonato Carioca de 2017. Pela frente, o Esquadrão de Aço terá um clássico regional contra o Resende. O confronto está marcado para sábado, dia 28, às 16h30, no Estádio do Trabalhador, em Resende.

Este será o 24º jogo entre as equipes, com retrospecto favorável para o Voltaço, que venceu 12 vezes, empatou seis e perdeu apenas cinco, além de não ser derrotado pelo o rival desde 2014. De lá pra cá, foram seis jogos, com quatro vitórias para o Esquadrão de Aço, dentre elas, a decisão da Taça Rio do ano passado, quando o tricolor venceu por 3 a 0 e levantou o título da competição.

Entretanto, apesar da invencibilidade de seis jogos sobre o rival, o técnico Cairo Lima rechaça o favoritismo. O comandante alerta que, para estrear com o pé direito no Estadual, a equipe precisará ficar ligada os 90 minutos, pois terá pela frente um time muito forte, com um plantel de muita qualidade, e que estará jogando em casa, diante do seu torcedor.

– Tivemos uma pré-temporada bem proveitosa. Consegui implantar o meu método de trabalho e os jogadores assimilaram muito bem. Fomos evoluindo a cada jogo-treino e acredito que temos tudo para fazer uma boa estreia. Entramos na competição para brigar pelo título e vamos encarar cada jogo como se fosse uma decisão, até porque o campeonato é curto e não se pode vacilar – destacou.

O Volta Redonda está no grupo C, ao lado de Resende, Portuguesa, Bangu, Vasco e Fluminense. Apenas os dois melhores colocados do grupo avançam para as semifinais da Taça Guanabara.

 

Campeonato Carioca 2017 – 1ª rodada da Taça Guanabara

Resende x Volta Redonda

(28/01/17 – Estádio do Trabalhador – 16h30)

Foto: Wallace Feitosa

Voltaço solicita maior divisão na carga de ingressos e Resende nega

NOTA OFICIAL-01

Pensando em um maior conforto e segurança para seus torcedores na partida contra o Resende, marcada para este sábado, dia 28, às 16h30, no Estádio do Trabalhador, pela estreia do Campeonato Estadual, a diretoria do Volta Redonda solicitou um aumento na carga de ingresso destinado ao seu torcedor. Entretanto, a diretoria do Resende negou o pedido do Esquadrão de Aço, alegando que irá apenas cumprir o regulamento, que obriga os mandantes a destinar o mínimo de 10% da carga para os visitantes.

Primeiramente, a diretoria do Voltaço deixa claro que está contente com o fato do clássico contra o Resende voltar a ser disputado na região Sul Fluminense, diferentemente do que aconteceu no ano passado, quando as duas partidas entre as equipes foram realizadas no Rio de Janeiro. Uma delas, inclusive, valendo o título da Taça Rio, disputada em São Januário.

Entretanto, o clube entende que faltou bom senso da diretoria do Resende, que negou uma maior divisão na carga de ingressos, situação que, apesar de não estar no regulamento, é continuamente adotada por grandes clubes em diversos clássicos pelo país. Dessa maneira, prejudicando o torcedor que desejaria ir ao estádio acompanhar de perto a estreia da equipe no Estadual.

O Voltaço ainda destaca que, independentemente do adversário, sempre fez de tudo para receber bem os visitantes nos jogos no Raulino de Oliveira, cedendo, inclusive, mais do que os 10% de ingressos obrigatórios pelo regulamento.

Por fim, o Volta Redonda afirma que entrará em campo para jogar não somente pelos 90 torcedores que poderão entrar no Estádio do Trabalhador neste sábado, mas por todos que, com certeza, estarão torcendo e mandando vibrações positivas de onde estiverem.

Voltaço anuncia o retorno do meia Higor Leite

Higor Leite

Um velho conhecido da torcida do Volta Redonda é o novo reforço do clube para a temporada 2017. A diretoria anunciou nesta terça-feira, dia 10, o retorno do meia Higor Leite, de 23 anos.  O jogador chega por empréstimo do Fluminense até o fim do ano. A apresentação dele deverá acontecer esta semana.

Esta será a segunda passagem de Higor Leite pelo Voltaço. Na primeira, em 2015, o meia foi um dos destaques da equipe durante a disputa do Estadual. Em seguida, ele retornou para o Fluminense, clube pelo qual foi revelado. Além da equipe tricolor, ele já defendeu o Avaí, em 2013, Criciúma, em 2014, e o Goiás, em 2016.

– Tive uma passagem muito boa pelo Volta Redonda, me identifiquei com o clube, com a torcida e estou feliz em estar de volta. Chego motivado, espero poder repetir as boas atuações que tive em 2015 e ajudar o Voltaço a fazer uma grande temporada, conquistando todos os objetivos traçados pela diretoria e comissão técnica – destacou.

O vice de futebol do Tricolor de Aço, Flávio Horta Júnior, lembra que o Higor Leite é um atleta que se destacou no clube e sua volta sempre foi tratada como prioridade pela diretoria.

– Além de jovem, tem qualidade e experiência. Teremos um calendário cheio e, sem pressa, finalmente estamos conseguindo montar o elenco que idealizamos. Devemos agradecer a direção do Fluminense pela parceria e pela compreensão de que fortalecer o Voltaço é fortalecer o futebol carioca – ressaltou.

Octávio é o novo reforço do Voltaço para o Estadual

Octávio

O meia-atacante Octávio, de 23 anos, é o novo reforço do Volta Redonda. Revelado pelo Botafogo, clube em que estava antes de se transferir para o Tricolor de Aço, o jogador se apresentou na manhã desta sexta-feira e, após avaliações médicas, se juntou ao elenco que se prepara para estreia no Campeonato Carioca deste ano. O contrato do atleta vai até o fim do Estadual.

Além do alvinegro carioca, Octávio já defendeu o ABC, a Fiorentina e o Tupi-MG, quando disputou a Série B do Campeonato Brasileiro de 2016. Empolgado com o novo desafio, o jogador lembra de uma curiosidade com a Cidade do Aço: O seu primeiro jogo como profissional foi no Raulino de Oliveira.

– O Volta Redonda teve um ano de 2016 espetacular. Acompanhei a subida da equipe para a Série C, pois tinha amigos jogando no clube, e isso não foi algo isolado, já que o Voltaço costuma fazer grandes campanhas no Carioca. Foi um dos fatores que me motivou a vir para o Voltaço e o torcedor pode ter certeza que vou me empenhar para ajudar a levar o Volta Redonda o mais longe no Estadual e, quem sabe, brigar pelo título da competição – destacou.

Segundo o vice de futebol Flávio Horta Júnior, a contratação de Octávio era uma negociação que o clube buscava há algum tempo e que só foi possível pela vontade do jogador. O dirigente ainda lembra que o meia fez uma Série B muito boa pelo Tupi e que chega para qualificar ainda mais o elenco do meio pra frente.

– Gostaria de fazer um agradecimento especial a direção do Botafogo, mais especificamente ao presidente Carlos Eduardo, o vice de futebol Caca e ao diretor jurídico Gustavo Noronha, que aceitaram custear grande parte do salário do atleta. Atitude que demonstra uma preocupação com o crescimento e o fortalecimento do futebol carioca. Colocaram um interesse coletivo acima do particular, buscando qualificar o campeonato que disputam e, assim, o produto que eles tem na mão. Se todos pensassem desta forma, o campeonato seria cada vez melhor – afirmou.